FCDL MS: brasileiro já pagou mais impostos em 2022, que no ano passado

Os dados são do Impostômetro da ACSP

R$1 trilhão em impostos. Este é o valor que os brasileiros já pagaram desde o início do ano até a 1h37 desta terça-feira (3/5), de acordo com os cálculos do Impostômetro da ACSP – Associação Comercial de São Paulo, que contabiliza a carga tributária paga pelos brasileiros.

No ano passado, tal marca foi atingida em 19 de maio, o que demonstra que os brasileiros estão pagando mais impostos em 2022.

Para a presidente da FCDL MS – Federação das CDLs de Mato Grosso do Sul, Inês Santiago, é uma marca que reforça o quão alta é a carga tributária. “Estamos sempre alertando sobre as questões tributárias. É uma pauta importante e urgente, que precisa ser vista pelos nossos governos”.

Inês destacou que no próximo mês acontece o DLI – Dia Livre de Impostos e que é um dia de conscientização. “Em Mato Grosso do Sul estamos sempre alertando que não é um dia de descontos e sim de conscientização, pois as altas cargas tributárias anualmente matam os empreendimentos e limitam o crescimento econômico. O empresário não tem como investir com tanta tributação”.

A presidente da FCDL MS ressaltou que desde 2021 tem levado o DLI para as escolas. “Queremos formar cidadãos conscientes e que saibam o valor e as cargas que são embutidos nos produtos e serviços, onerando tudo que pagamos e reduzindo o poder de compra do consumidor brasileiro”.

O Impostômetro da ACSP realiza os cálculos a partir do valor total pago para a União, estados e municípios na forma de impostos, taxas, multas e contribuições. E, foi instalado em 2005 para conscientizar os brasileiros sobre a carga tributária, bem como incentivá-los a cobrar dos governos por serviços públicos de mais qualidade.

O Impostômetro está no centro histórico da capital paulista, na sede da ACSP.

Com informações
https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2022/05/03/brasileiros-ja-pagaram-r-1-trilhao-em-impostos-em-2022.htm