FCDL MS e CDL CG solicitam reclassificação do varejo ao Governo do Estado

A presidente da FCDL MS – Federação das CDLs de Mato Grosso do Sul, Inês Santiago e o presidente da CDL CG, Adelaido Vila, protocolaram junto ao Governo do Estado, ofício solicitando a reclassificação do setor varejista em geral (comércio e serviços), dentro do programa Prosseguir.

No documento, a Federação pediu que o setor passe de atividade essencial de médio risco de contágio, para essencial de baixo risco de contágio. “Desta forma, entendemos que o setor é colocado em uma situação mais justa e equânime, alcançando assim, o desejado equilíbrio entre saúde e economia”, ponderou a presidente.

Inês reforçou a importância da reclassificação, bem como a urgência da vacinação dos profissionais que atuam no setor. “São trabalhadores que diariamente utilizam o transporte coletivo e atendem o público em geral, sendo urgente a necessidade de vacinar todo este setor, exatamente pela própria condição de trabalho”.

Ofício protocolado na manhã desta quarta-feira (16)

A FCDL MS aguarda que o Governo do Estado responda a solicitação com a maior brevidade possível. “Buscamos com urgência esses pontos, para que o equilíbrio entre economia e vida seja finalmente encontrado, em Mato Grosso do Sul”.

Para Adelaido Vila, da CDL CG, são pautas importantes e de urgência para o setor varejista. “O varejo não pode pagar o alto preço desta pandemia. Precisamos que o governador se sensibilize e promova o equilíbrio”.

Adelaido finalizou dizendo que é uma luta de todos, vencer a pandemia. “Neste momento devemos nos unir e juntos combater o vírus, que é o único inimigo”.